Entrevistas

    Na Mídia

    Portonave cresce 37% no primeiro trimestre do ano

    Em época de retração econômica, em que a maioria dos terminais portuários enfrenta queda na movimentação, a conquista de novos parceiros comerciais desde o segundo semestre de 2015 tem feito o terminal passar pela crise em mar de almirante.

    De acordo com o balanço divulgado ontem pela empresa, a movimentação ultrapassou a marca dos 202 mil TEUs (medida que equivale a contêineres de 20 pés) e consolidou o porto como o líder em Santa Catarina – um dos maiores do país.

    Desde agosto seis novas linhas internacionais e uma de cabotagem passaram a operar no terminal, com destaque para a exportação de carnes congeladas e madeira. Parte dessas linhas veio do Porto de Itajaí que, impactado pela engessada legislação dos portos públicos, perdeu competitividade no último ano.

    Enquanto a margem de Itajaí aguarda decisões em Brasília para fazer novos investimentos, em Navegantes o porto dobrou a capacidade de armazenagem de contêineres e registrou novos recordes de produtividade, com uma média de 111,6 movimentos por hora.

    O Diretor-superintendente da Portonave, Osmari de Castilho Ribas comemora os resultados acompanhando de perto o comportamento do mercado. Embora o mês de abril esteja dentro das expectativas do terminal, os próximos ainda são “uma incógnita”, na avaliação do executivo.

    A crise política tem obrigado a um planejamento estratégico de curto prazo, acompanhando o posicionamento do trade portuário. Enquanto isso, nos bastidores, seguem as negociações de novas linhas.

    (Fonte: Portos e Navios – 22/04/2016)

     

    Joana Wightman
    Coordenação de Comunicação ATP
    Contatos: (61) 3032-1931 / 3201-0880 / 98483-5503
    comunicacao@portosprivados.org.br

    Publicado em 19/05/2016
    Image
    Image
    Image

    INFORMAÇÕES GERAIS

    SEDE

    SAUS Quadra 1 - Bloco J – Torre B - 7º andar. Ed. CNT
    CEP: 70.070-944 – Brasília/DF