Entrevistas

    Na Mídia

    Associado ATP: Ministro da SEP visita Barra do Riacho (ES) e conhece projeto de expansão do Portocel

    Visita ministro SEP a Portocel agosto 2015 2Visita ministro SEP a Portocel agosto 2015 visita Barra do Riacho (ES) e conhece projeto de expansão do Portocel

    Plano de ampliação do terminal portuário localizado no norte do estado do Espírito Santo prevê investimentos que aumentarão a capacidade de movimentação de celulose e outras cargas

    No dia 7 de agosto, o ministro da Secretaria dos Portos da Presidência da República (SEP), Edinho Araújo, visitou o Terminal Especializado de Barra do Riacho (Portocel), localizado em Barra do Riacho (ES), e conheceu os detalhes do projeto de expansão do porto, que responde por cerca de 70% da celulose que o Brasil exporta anualmente. Dividida em etapas, a proposta de expansão do Portocel prevê investimentos que aumentarão a capacidade de movimentação do terminal tanto para celulose quanto para outras cargas.

    Após a mudança da poligonal de Barra do Riacho, publicada em decreto presidencial em junho deste ano, teve início o processo de contratação dos estudos ambientais, engenharia básica, hidrodinâmica e manobrabilidade do projeto conceitual de expansão do Portocel. A ampliação do terminal está em linha com a visão de longo prazo dos acionistas do porto (Fibria, com 51%, e Cenibra, com 49%), que avaliarão os estudos e programarão os investimentos para obras que serão divididas em cinco etapas.

    “Pudemos mostrar ao ministro que estamos comprometidos com o projeto de expansão do nosso terminal. Estamos na fase de aprofundamento dos estudos e, em seguida, devemos iniciar os processos de aprovações junto aos órgãos anuentes. O nosso planejamento é que a expansão seja dividida em cinco etapas e que as obras aconteçam de acordo com o plano estratégico de negócio que inclui a prospecção de cargas realizadas e suas fases de maturação”, afirma Patrícia Dutra Lascosque, diretora-superintendente do Portocel.

    Referência mundial em produtividade de operação portuária, Portocel, que em 2015 completou 30 anos sob controle da iniciativa privada, é um dos únicos terminais do Brasil integrado a diferentes modais de transporte – rodoviário, ferroviário, tuboviário (dutos) e por cabotagem – e está preparado para movimentar, com a mesma eficiência, outras cargas que sejam compatíveis com a celulose. Com equipamentos e instalações apropriados para a movimentação de carga geral, atualmente o terminal tem capacidade para embarcar 7,5 milhões de toneladas por ano. Há 30 anos, a capacidade era de 600 mil toneladas por ano.

    A operação 24 horas e o pessoal capacitado complementam os diferenciais que fazem com que Portocel seja reconhecido globalmente pela eficiência aliada ao baixo custo, o que lhe garante reconhecida eficiência em operações portuárias.

    Em 2014, o porto alcançou uma marca histórica, encerrando o ano com movimentação de 6.009.464 toneladas de celulose. O terminal conta com três berços de atracação e recebe, em média, 286 navios por ano. Há 30 anos, quando contava com apenas um berço de atracação, Portocel recebia em média 64 navios por ano.

    Diversificação
    Portocel é especializado na movimentação de produtos florestais, mas, nos últimos anos, vem se dedicando também a outras cargas, aproveitando o potencial e a eficiência operacional do terminal. Entre essas cargas estão produtos siderúrgicos, sal, granito, sulfato de sódio, tubos e cargas de projetos.

    “Estamos preparados para movimentar, com a mesma eficiência, outras cargas que sejam compatíveis com a celulose”, afirma a diretora-superintendente de Portocel. Ela acrescenta que a movimentação desses outros produtos cresceu mais de 100% nos últimos quatro anos.

    Sobre o Portocel – Especializado na movimentação de produtos florestais, o Porto Especializado de Barra do Riacho – Portocel é uma sociedade entre a Fibria (51%) e Cenibra (49). O terminal responde pela movimentação de cerca de 70% da celulose que o Brasil exporta e é o mais eficiente do mundo na movimentação do produto, com capacidade para embarcar 72 mil t/dia. Portocel tem o menor custo operacional do Brasil e, no Espírito Santo, responde por cerca de 30% das requisições de trabalhadores avulsos junto ao Órgão Gestor de Mão de Obra Portuária (Ogmo-ES).

    (Fonte: PORTOCEL)

     

    Joana Wightman
    Coordenação de Comunicação ATP
    Contatos: (61) 3032-1931 / 3201-0880 / 98483-5503
    comunicacao@portosprivados.org.br

    Publicado em 13/08/2015
    Image
    Image
    Image

    INFORMAÇÕES GERAIS

    SEDE

    SAUS Quadra 1 - Bloco J – Torre B - 7º andar. Ed. CNT
    CEP: 70.070-944 – Brasília/DF